Spaço FM - Farroupilha   12/02/2018 | 11h00     Atualizado em 12/02/2018 | 11h14

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

"UPA que ainda não entrou em funcionamento, deverá ser liberada para outras finalidades" ressalta Ricardo Barros

Ministro da Saúde deverá liberar prédios das UPAs junto ao Tribunal de Contas da União

imagens
imagens

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, falou sobre a realidade das UPAs que não estão em funcionamento, mas que deverão atuar com outros serviços, como é o caso da UPA de Farroupilha. Ele diz que tentará junto ao Tribunal de Contas da União, liberar os prédios para que isso aconteça, e que os municípios não necessitem devolver os recursos alí investidos. Ele salienta que os serviços alí utilizados sejam ligados à saúde. O ministro não previu data para que isso ocorra.
A visita do ministro recebeu o prestígio dos prefeitos da região, que também aproveitaram o momento para reforçar reivindicações já solicitadas. O prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra falou na importância da visita do ministro não somente para Caxias, mas para toda a região, na expectativa da qualificação da UPA Zona Norte e na aquisição de novas ambulâncias para a secretaria da saúde e o credenciamento para um castramóvel, sem falar na continuidade no repasse dos recursos. Comentou também sobre a fala do ministro quando sugeriu a integração entre os municípios da região para fortalecer o atendimento na área da saúde. O prefeito de Farroupilha Claiton Gonçalves, aproveitou para reforçar o pedido para habilitação do PAR – Plano de Ação Regional da Região Macro Serra do Rio Grande do Sul, que contemplará vários serviços dentro do Hospital São Carlos. Também comentou sobre a situação da UPA, que conforme o prefeito, já foi inaugurada, mas que receberá outras atividades, por que os recursos que seriam destinados ao funcionamento da UPA estão direcionados ao Hospital São Carlos. O prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin fala também da visita do ministro e diz que foi muito bom, pois teve a oportunidade de pleitear a habilitação do Pronto Atendimento 24 Horas Zona Norte de seu município. O prefeito de Flores da Cunha, Lídio Scortegagna diz que seu município também é parceiro na intregração na área da saúde e valorizou a vinda do ministro. Lídio diz que uma das reivindicações hoje dos município de pequeno porte e que necessitam do atendimento do SAMU, é fazer com que a sede de referência para a central de atendimento do SAMU seja em Caxias do Sul e não em Porto Alegre. O Diretor do Hospital Geral, Sandro Junqueira também falou sobre a vinda do ministro e dos recursos liberados para a instituição. Diz que os pedidos de recursos devem continuar para os atendimentos ali prestados.
Confira abaixo na galeria de áudios

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia