Radio Caxias - RRF   14/03/2018 | 09h56     Atualizado em 14/03/2018 | 10h00

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Presidente Temer determina que governo gaúcho encontre solução para aderir ao regime de recuperação fiscal

Foto: Luiz Chaves / Palácio Piratini
Foto: Luiz Chaves / Palácio Piratini
O impasse entre Estado e União para o fechamento de um acordo é referente ao gasto com pessoal, que supera 72% da receita do Rio Grande do Sul.  A imposição foi colocada pelo próprio presidente da República, Michel Temer (PMDB), ao receber a comitiva gaúcha nesta terça-feira (13), em Brasília. 

O grupo capitaneado pelo governador José Ivo Sartori (PMDB) solicitou apoio de Temer, para que a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal possa ser concretizada. De acordo com ele, o pedido do presidente se trata de uma questão técnica. Entretanto, a presença na capital federal serviu para que o governo gaúcho demonstrar que está fazendo o dever de casa para viabilizar o acordo, para que em breve possa fazer investimentos importantes para o Estado. 

Nesta quarta-feira (14) equipes técnicas terão nova reunião, para encontrar uma solução jurídico-constitucional. Segundo cálculos do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o RS gasta 54% da Receita com servidores. Contudo, o plano exige que o Estado invista mais de 70% com o funcionalismo. 

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia