Radio Caxias - Comunidade   15/05/2018 | 15h27     Atualizado em 15/05/2018 | 15h30

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Diretor de Polícia do Interior defende investimentos para melhorar segurança pública

Foto: Polícia Civil/ Divulgação.
Foto: Polícia Civil/ Divulgação.

O delegado Fernando Antônio Sodré de Oliveira defende maior investimento para a segurança pública em nível de País. Como exemplo, cita que em 2016, a aplicação na área foi de 1,38% do PIB nacional.

O diretor do Departamento de Polícia do Interior (DIP) no Rio Grande do Sul afirma ser necessário colocar o setor como prioridade, pois há o risco do quadro piorar ainda mais se nada for feito. Ele destaca que a falta de efetivo é um dos maiores problemas da Polícia Civil no Estado e passa pelo aumento de recursos.

Ele lembra que concurso está aberto para o acréscimo de 1,2 mil agentes no Rio Grande do Sul, com previsão de início de atuação para abril de 2019. Acrescenta que o aumento vai representar 25% do efetivo na ativa hoje, que segundo ele, é o menor desde a década de 1980. Por outro lado, ressalta que o incremento é significativo, mas não vai resolver os problemas da corporação.

O delegado afirma que o problema de segurança pública deve ser encarado de forma mais ampla, para que se comece a reverter o quadro atual. Ele relata que não deve ser um trabalho apenas da polícia, mas de demais órgãos da sociedade.

O diretor cita que desde o ano passado os crimes violentos no Estado diminuíram cerca de 4,5%, porém, os números não são aceitáveis, sendo necessário trabalhar ainda mais.

Nesta segunda-feira (14), o delegado participou de cerimônia de homenagem aos servidores da Polícia Civil que atuaram no caso Naiara Soares Gomes, sete anos, que foi sequestrada, violentada e assassinada em Caxias do Sul. Ele entregou a Portaria de Louvor a 16 profissionais na sede da Delegacia de Pronto Atendimento da cidade.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia