Radio Caxias - Crime   12/07/2018 | 09h58     Atualizado em 12/07/2018 | 13h17

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Polícia esclarece homicídio no Desvio Rizzo

imagens
imagens

A Delegacia de Homicídios de Caxias do Sul (DHD) já chegou aos autores da morte de Daniela Patrícia Noronha dos Reis, 41 anos, executada a tiros às 02h do dia 1º de junho de 2018. O crime aconteceu na Rua João Rech, no bairro Desvio Rizzo, em Caxias do Sul. Três pessoas participaram do crime, e um dos envolvidos, Gabriel Fim, recebeu a notificação no presídio, onde está preso por tráfico.

 

De acordo com as investigações da Polícia Civil e laudos do IGP, Daniela foi surpreendida quando se dirigia para um veículo Kia Magentis preto, com placas MGJ 9785, na companhia do filho de nove anos, que também foi alvo dos disparos, mas não foi atingido. A execução ocorreu quando tripulantes de um veículo Fox azul se aproximaram, e de onde partiram os tiros, nas imediações de um minimercado.

 

Quando os policiais da Brigada Militar chegaram ao local, a vítima já estava morta, caída próxima ao veículo. O carro estava em nome de José Hiran Pereira, companheiro da vítima, e conhecido por envolvimento com o tráfico de drogas e diversos casos de homicídios na região do bairro Montes Claros.

 

Segundo a Polícia Civil, o caso se tratou de vingança pela morte de Alcimar Fim, o Juruna, assassinado em 25 de junho de 2015. Durante muito tempo, ele manteve uma disputa com os familiares de José Hiran pelo tráfico de drogas do bairro Montes Claros, originando muitas mortes desse confronto. Jose Hiran, inclusive, foi indicado por esse crime. Gabriel Fim, notificado hoje, é sobrinho de Juruna.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia