Radio Caxias - Caxias do Sul   09/10/2018 | 17h16     Atualizado em 09/10/2018 | 17h20

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Candidatos à Assembleia Legislativa criticam evasão de votos

imagens
imagens

Dos cinco vereadores que concorreram a deputado estadual, somente um foi eleito. Neri, O Carteiro concorreu pelo partido Solidariedade (SD). Ele recebeu 27.808 votos. Segundo ele, agora vem a responsabilidade de ser o único representante de Caxias e região no parlamento estadual.

Os outros quatro candidatos não tiveram a mesma sorte de Neri. Adiló Didomenico (PTB) fez 23.723 votos. Segundo ele, a votação reflete o reconhecimento do trabalho dele na política. Adiló acredita que a decisão do eleitor precisa ser analisada.

A vereadora Denise Pessôa (PT) recebeu 9.129 votos. Ela avalia que o partido saiu fortalecido de uma eleição difícil e atípica. Denise diz que a candidatura dela foi importante pela ampliação da participação feminina no processo eleitoral.

Edson da Rosa (MDB) se candidatou pela segunda vez à Assembleia Legislativa. Ele fez 10.342 votos. O parlamentar concorreu pelo movimento Afro do MDB. Conforme ele, um fato que influenciou no resultado das urnas foi o desgaste da imagem dos partidos tradicionais. Além disso, a falta de dinheiro para fazer a campanha.  

Com 6.402 votos, Kiko Girardi (PSD) também não conseguiu uma vaga de deputado estadual. De acordo com ele, por alguns fatores. Entre as causas, o fato de estar filiado a um partido ainda em fase de consolidação. Mesmo assim, considerou uma boa votação, tendo em vista a mudança de cultura do eleitor. 

Os dois últimos deputados estaduais de Caxias do Sul foram eleitos em 2010. Foram a ex-vice-prefeita no governo de Pepe Vargas, Marisa Formolo (PT) e o ex-prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT).

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia