Radio Caxias - Favorecimento   07/11/2018 | 15h26     Atualizado em 07/11/2018 | 15h30

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Renato Oliveira cobra diálogo do Executivo com novo governo estadual sobre repasse para a saúde pública

Foto Divulgação
Foto Divulgação

O presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara de Vereadores acredita que a instalação de um novo governo estadual, em janeiro do próximo ano, deverá favorecer o investimento de verbas públicas no Sistema Único de Saúde (SUS) de Caxias do Sul. Isso porque o prefeito Daniel Guerra (PRB) apoiou a candidatura do governador eleito, Eduardo Leite (PSDB).

Renato Oliveira (PCdoB) diz que, a partir de janeiro, o chefe do Executivo municipal não poderá mais usar a desculpa da restrição política que teve, durante dois anos, com o atual governador, José Ivo Sartori (MDB). Fato que gerou a falta de diálogo entre Estado e Município, com relação ao repasse de verbas para a rede básica de saúde.

O parlamentar critica o fato de o Executivo de Caxias do Sul pretender judicializar a dívida da Secretaria Estadual da Saúde com o Município. Renato Oliveira estima que Daniel Guerra  deveria agendar uma audiência com Eduardo Leite, para os primeiros dias do governo tucano. A finalidade seria encontrar uma alternativa para evitar a briga judicial.

Conforme Renato Oliveira, um acerto pelo repasse da verba em atraso pode incrementar o atendimento. Isso porque o fechamento do Postão 24 Horas causou uma superlotação na rede básica e na UPA Zona Norte. Além disso, aumentou a procura pelo Pronto Atendimento nos hospitais Geral e Pompéia.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia