YouTube Facebook Bitcom

Política   10/01/2019 | 15h31     Atualizado em 11/01/2019 | 10h13

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Nova chefe da Polícia Civil pretende dar atenção aos crimes contra grupos vulneráveis e patrimoniais

Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratin
Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratin

A nova chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, delegada Nadini Farias Anflor, promete trabalho extenso e de expansão no combate à transgressão da lei. Crimes patrimoniais, como assaltos a bancos e roubos de carros, devem ser alguns dos principais focos da nova gestão, pela violência que as abordagens costumam envolver. 

 

Dentro deste ponto, projeto específico para o enfrentamento dos roubos de veículos deve se iniciar em Porto Alegre. Nadini também pretende dar ênfase na cobertura de crimes de violência contra a mulher, familiar, e de gênero. 

 

O principal programa a ser desenvolvido neste sentido é o Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis, criado em dezembro de 2018. Este engloba divisões de Proteção à Criança e ao Adolescente, de Proteção e Atendimento à Mulher, de Proteção ao Idoso e de Combate à Intolerância. Conforme o sucesso das iniciativas na capital, as mesmas vão ser expandidas para o interior do Estado.

 

Nadini destaca que também busca dar seguimento ao trabalho que já vinha sendo executado, mas com os olhares da nova equipe. Ela afirma que o órgão precisa manter uma vigilância de modo a acolher bem as vítimas, buscando atender as expectativas da sociedade. No entanto, salienta que a segurança pública também é feita pelo cidadão, que deve se aproximar da Polícia Civil, denunciando e procurando o órgão, quando preciso. Ainda adianta que um dos objetivos é qualificar o atendimento à população.

 

Outro objetivo da nova gestão da Polícia Civil é seguir reduzindo o número de homicídios no Rio Grande do Sul, além de manter o índice de elucidação de casos, atualmente em 70%. Ainda há intenção de se fortalecer a atuação contra corrupção e desvio de dinheiro público.

 

Nesta quarta-feira (09), a delegada Nadini participou da posse dos 12 diretores de departamento. Ela, que é a primeira mulher a chefiar a Polícia Civil gaúcha em 177 anos, declara que pretende ter atenção especial para com as mulheres da corporação. Seguindo esta filosofia, entre os diretores escolhidos por ela, seis são mulheres.

Publicidade

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia