YouTube Facebook Bitcom

Política   05/02/2019 | 11h23     Atualizado em 05/02/2019 | 13h06

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Vereadores de Caxias adiam votação da admissibilidade do impeachment de Daniel Guerra

Foto: Alex Schneider
Foto: Alex Schneider

A Câmara de Vereadores aprovou, na manhã desta terça-feira (05/02), o pedido de adiamento da votação da admissibilidade do pedido de impeachment do prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra (PRB).

 

A proposição foi do vereador Eloi Frizzo/PSB. O pedido foi aprovado por unanimidade e vale por cinco dias. Com isso, a leitura e votação de admissibilidade do processo ocorrerá na sessão ordinária da próxima terça-feira (12).

 

O motivo foi o segundo aditamento à representação, protocolado nesta segunda-feira (04/02) pelo autor do processo, ex-vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu/Avante. No item, Fabris denuncia o chefe do Executivo por suposto nepotismo, por ele ter nomeado como chefe de gabinete, o irmão e vereador, Chico Guerra/PRB.

 

No primeiro aditamento, protocolado em janeiro deste ano, Ricardo Fabris denuncia o prefeito por repassar honorários de sucumbência aos procuradores do município sem ter lei específica para o procedimento.

Publicidade

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia